Ensino a distância não é recomendável para professores - Elite FM 101.7 - Energia positiva no ar!

Ensino a distância não é recomendável para professores

Por: Elite FM
Publicado em 19/08/2019

Grande parte dos pedagogos são formados pelo ensino a distância que, ao mesmo tempo em que permite maior alcançabilidade e flexibilidade, peca na falta de interação e prática didática. "O EaD permite muita flexibilidade, e eu gosto dessa ideia, mas não para medicina. Certamente tampouco em educação", defende. Metaforicamente falando, Claudia Costin, diretora geral do Centro de Excelência e Inovação da Fundação Getúlio Vargas, compara o professor a um neurocirurgião que opera o cérebro das pessoas. O docente, enquanto isso, opera o cérebro de crianças, com os mesmos riscos - não de morte imediata, mas de morte de vida intelectual. ”Ninguém colocaria a formação do neurocirurgião a distância.  É fundamental que o processo de formação de professores, eventualmente, possa se beneficiar de ensino híbrido, mas que seja muito vivencial", diz. "Que o professor, assim como o médico, desde o primeiro ano de faculdade, esteja presente em escolas, analisando o processo pedagógico, aprendendo com professores experientes, assumindo, devagarinho, como faz o cirurgião, com 'trechos de cirurgias', 'pedacinhos' de aulas, até que ele esteja pronto para ser um profissional muito bem capacitado".


Fonte: Gazeta do Povo